• Servi Imagem

USO DE ANTIDEPRESSIVOS DEPOIS DOS 65 ANOS VEM AUMENTANDO

A proporção de idosos acima dos 65 anos que fazem uso de antidepressivos mais do que dobrou nas últimas duas décadas. No entanto, o número de pessoas mais velhas diagnosticadas com depressão não teve oscilação dessa magnitude. Talvez, portanto, não estejamos resolvendo nenhum problema, e sim nos medicando cada vez mais.

O estudo resultou de uma parceria das universidades de Cambridge, East Anglia, Newcastle e Nottingham, todas no Reino Unido, e foi publicado no “British Journal of Psychiatry”. Os dados são tão volumosos que, mesmo se referindo a britânicos, valem para nossa reflexão.

Os pesquisadores se basearam em levantamentos realizados entre 1991 e 1993 e entre 2008 e 2011, nos quais foram entrevistadas mais de 15 mil pessoas na Inglaterra e no País de Gales. No primeiro período analisado, 4.2% dos idosos usavam antidepressivos, enquanto, 20 anos depois, esse percentual pulou para 10.7%. Em relação à ocorrência da doença, nos anos de 1990, o contingente afetado girava em torno de 7.9%, tendo baixado para 6.8%. Nas duas fases do estudo, a enfermidade era mais comum entre as mulheres.


0 visualização0 comentário