• Servi Imagem

TELEMEDICINA NÃO SUBSTITUI RELAÇÃO ENTRE MÉDICO E PACIENTE

Na 11ª edição do Fórum Saúde Digital, foi discutido como as tecnologias e novos modelos de negócios trouxeram mudanças relevantes, para toda a cadeia de saúde. O primeiro painel teve como tema a Telemedicina e seu impacto na cadeia de prestação de serviço no período pós-covid.

A principal mudança, antes mesmo da telemedicina, é a digitalização acelerada pela Pandemia. Mesmo aqueles modelos que vinham sendo ensaiados anteriormente ganharam todas as frentes e a pandemia veio como um acelerador dos processos de saúde digitais, como um verdadeiro divisor de águas.

A partir da pandemia o home care ganhou novo delineamento. Com a pandemia em toda parte, a navegação digital com alto volume de dados, passa a ser normal, com prontuários eletrônicos, exames, imagens entre outros dados clínicos e assim como as teleconsultas andaram a passos largos mas isso em momento algum precarizou a relação médico-paciente.

As barreiras que haviam para uso da telemedicina foram rompidas e a relação entre o médico e o paciente continuou, somente com outros meios.

Entretanto, nada em nenhum momento pode tirar o impacto do profissional ao avaliar seu paciente. A interação humana é essencial.


Fonte: TI INSIDE


0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo