• Servi Imagem

SÍNDROME DO “CORAÇÃO PARTIDO” TEM AUMENTADO ENTRE MULHERES

Um novo estudo publicado no Journal of the American Heart Association (JAHA) sugere que mulheres de meia-idade e mais velhas estão sendo diagnosticadas com a rara cardiomiopatia conhecida como “síndrome do coração partido” – ou de Takotsubo – com mais frequência e até dez vezes mais do que homens e mulheres mais jovens de qualquer idade.

Além disso, a pesquisa diz ainda que a condição tornou-se mais comum e tem a sua incidência aumentada constantemente desde antes da pandemia de Covid-19. Segundo os autores, embora todo o contexto de isolamento social tenha imposto muitos desafios e estressores, os dados mostram que o número de diagnósticos de Takotsubo estava subindo antes do surto de saúde pública.

A “síndrome do coração partido” ou de Takotsubo é uma cardiopatia rara que foi descrita pela primeira vez por médicos japoneses em 1990. O nome escolhido é o mesmo dado pelos pescadores para a armadilha usada para capturar polvos (tako = polvo; tsubo = jarra ou vaso). Na síndrome, parte do coração ganha esse mesmo formato.


Fonte: UOL VIVA BEM


0 visualização0 comentário