• Servi Imagem

NOVOS ESTUDOS SOBRE A HIPERTENSÃO

Um novo estudo americano decidiu avaliar a tendência da hipertensão nos pacientes do país durante o período de 2005 a 2016. O que motivou a realização do estudo foi o não crescimento do número de pacientes com a hipertensão controlada a despeito do desenvolvimento de melhores drogas com posologia mais facilitada.

O estudo envolveu 7.837 participantes com mais de 20 anos. Foram excluídos os participantes com informações deficitárias e gestantes. Os dados foram colhidos por pessoal treinado e diversas variáveis foram avaliadas, a pressão arterial era mensurada por médicos treinados.

A maioria dos pacientes hipertensos eram mulheres brancas, destacando-se os obesos, diabéticos, com melhor escolaridade. A proporção de pacientes com a pressão não controlada girou em tono de 30%.

O estudo observou que a grande maioria dos pacientes com a pressão não controlada faziam uso de monoterapia, a maioria com BRA e IECA.

Com isso, o estudo revelou que o número de norte-americanos com a pressão descontrolada não mudou, assim como a proporção de pacientes em uso de monoterapia no período estudado, a despeito de esforços das sociedades médicas e da orientação de diretrizes.


Fonte: Portal PEBMED


0 visualização0 comentário