• Servi Imagem

INFERTILIDADE: UM PROBLEMA DE HOMENS E MULHERES

Estatisticamente, as causas da infertilidade conjugal podem ser igualmente femininas ou masculinas. Segundo a Sociedade Brasileira de Reprodução Assistida (SBRA), cerca de 35% dos casos são relacionados à mulher, 35%, relacionados ao homem, 20% a ambos e 10% permanecem desconhecidos.

Depois de um ano de tentativas frustradas de gestação, é recomendável que o casal busque um médico especialista em reprodução humana, ginecologista ou urologista para investigar as causas. É importante reforçar que tanto o homem quanto a mulher devem ser avaliados por seus respectivos médicos.

Na mulher, essa investigação pode ser antecipada em casos de mulheres com mais de 35 anos, ciclos menstruais irregulares, história de doença inflamatória pélvica, diagnóstico ou suspeita de endometriose, cirurgias abdominais anteriores. E, no caso dos homens, se houver histórico de hábitos, doenças ou cirurgias que possam estar relacionados.

A investigação inicial para o diagnóstico pode contemplar:

No homem: espermograma para avaliação do fator masculino – quantidade e motilidade dos espermatozoides, além da interação muco-sêmen

Na mulher, avaliação do fator ovulatório, que requer exames hormonais e análise da função da tireoide; e verificação dos fatores uterino e tuboperitoneal, feita através de ultrassonografia pélvica e a histerossalpingografia (HSG), que é uma forma de raio-x utilizada para visualizar as trompas e a cavidade uterina.


Fonte: UNIMED


0 visualização0 comentário