• Servi Imagem

FISIOTERAPIA GESTACIONAL É POSITIVO PARA GESTANTES

A fisioterapia é responsável por avaliar, prevenir e tratar alterações do movimento, com diversas formas de terapia e locais que vão de clínicas, hospitais, centros de parto e maternidades. Pensando nas alterações e em abordagens obstétricas baseadas em evidências científicas, a fisioterapia tem a possibilidade de abordar pontos durante a gestação, parto e pós-parto, tanto na preparação do corpo para essas alterações como para alívio. Alexandre Delgado, fisioterapeuta e especialista em saúde da mulher, explica sobre seu trabalho: "Temos uma especialidade reconhecida pelo Coffito (Conselho Federal de Fisioterapia), que é a fisioterapia na saúde da mulher. Dentro dessa grande área, destaca-se a fisioterapia em obstetrícia. O profissional fisioterapeuta que atua na obstetrícia pode realizar uma especialização lato sensu, ou fazer uma residência."

Entre as possibilidades, a fisioterapia em obstetrícia aborda o assoalho pélvico nas diversas fases da vida, com medidas para prevenção e tratamento para reduzir a possibilidade de distensão e rotura. Na gravidez, os músculos do abdome passam por um alongamento, para comportar o aumento do útero durante a gestação, os ligamentos perdem parte da sua tensão, mas têm um aumento na mobilidade. As alterações possibilitam que o assoalho pélvico comporte, ao final da gestação, o peso do feto, líquido amniótico, placenta e o útero.


Fonte: UOL VIVA BEM


0 visualização0 comentário