• Servi Imagem

DIA NACIONAL DE COMBATE AO CÂNCER

Neste dia 27 de novembro é celebrado o Dia Nacional de Combate ao Câncer. Com base nas recentes notícias que abordam os avanços tecnológicos e os novos tipos de tratamento, a população e a comunidade científica têm motivos para comemorar. De forma geral, entre 60% e 68% dos tipos de câncer já têm cura. Alguns tipos chegam a 100%. O grande desafio atualmente é, além de aumentar mais ainda a porcentagem de cura, evitar que o paciente tenha sua qualidade de vida comprometida pelas reações aos medicamentos do tratamento, preparando sua recuperação para os próximos anos de vida.

De acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde), o câncer é a segunda doença que mais mata no mundo, com cerca de 9,6 milhões de óbitos por ano e, nos próximos 25 anos, passará a ser a primeira. O último relatório da OMS sobre projeção de tumores mostra o surgimento de 12,4 milhões de novos casos por ano. No Brasil, segundo informações do INCA (Instituto Nacional do Câncer), esse número é de mais de 600 mil.

O tratamento do câncer hoje é multidisciplinar e envolve diversas áreas como hematologia, radioterapia, patologistas, especialistas em fertilidade e aconselhamento genético, além de psicólogas, nutricionistas e fisioterapeutas. A quimioterapia tradicional aliou-se à terapia alvo-molecular. Mais eficiente, tem efeito apenas sobre as células tumorais, causando menos efeitos colaterais. Já os novos aparelhos de radioterapia permitem direcionar o feixe radioativo apenas aos tumores, muitas vezes menores que 1cm, desenhando o campo tumoral a ser irradiado. Assim, as células dos tecidos normais vizinhos ao tumor são poupadas dos efeitos da radiação.


Fonte: H COR


0 visualização0 comentário