top of page
  • Foto do escritorServi Imagem

DEPRESSÃO TAMBÉM OCORRE DURANTE GRAVIDEZ

No início de 2022, a publicitária e influenciadora digital Joanna Moura, 37, foi invadida por um sentimento de tristeza sem motivo aparente e não tinha ânimo para fazer nada. "Me sentia vazia por dentro e chorava bastante", lembra. A princípio, a brasileira que vive em Londres pensou que os sintomas fossem uma consequência direta da falta de sol no inverno britânico, ou das notícias que andava lendo nos jornais. Um mês depois, descobriu que estava grávida.

Apesar da alegria que acompanhou a descoberta da chegada de seu segundo filho —ela já é mãe de uma menina de 3 anos—, o desânimo não desapareceu nem deu trégua nas semanas seguintes. "Os hormônios da gravidez devem estar por trás do caos emocional", pensou. Até que uma amiga sua, que também estava grávida, compartilhou nas redes sociais uma reportagem sobre um tema até então desconhecido para ela: depressão perinatal.

A depressão perinatal recebe esse nome porque acontece durante o período gestacional e pode se estender meses após o parto —alguns estudos também se referem ao transtorno como depressão antenatal ou materna. Embora o problema seja mais discutido atualmente do que há alguns anos, alguns tabus e a falta de conscientização acerca da condição, até mesmo entre médicos, ainda prejudicam o diagnóstico da doença.


Fonte: UOL VIVER BEM


2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page