• Servi Imagem

CUIDADOS COM O SEU NARIZ

Pequeno, grande, arrebitado ou adunco — todo nariz presta um belo serviço. Porta de entrada do ar, que o atravessa apressado para alcançar os pulmões em uma velocidade que chega a 9 metros por segundo, ele consegue agir apesar do tempo ínfimo. Pega esse ar que estava muitas vezes frio, seco e sujo e o deixa quente, úmido e limpo, ou seja, em melhores condições para seguir pelo trajeto do sistema respiratório. A estimativa global, porém, é de que 45% das pessoas tenham algum problema bem em seu nariz. E olha que esse número nem levou em consideração os estragos que o novo coronavírus pode fazer nesse pedaço que, em condições normais, capta até 1 trilhão de aromas diferentes, levando a informação ao cérebro por terminações nervosas que podem ficar arrasadas pelo Sars-CoV 2. Nesta semana mesmo, saíram dados preliminares de um estudo da Universidade de São Paulo (USP) com 650 pacientes que tiveram diagnóstico confirmado de covid-19. Pois saiba: 80% deles tiveram algum grau de anosmia ou perda de olfato. Muitos recuperaram essa extraordinária capacidade de sentir cheiros. Mas, em 5% dos casos, parece que a vida perdeu o seu perfume para sempre. O pandemônio dessa doença deveria fazer a gente valorizar mais esse órgão que lembra "uma caixinha em forma de pirâmide, dividida por uma parede cartilaginosa que faz com que fique com duas aberturas, as narinas", na descrição do otorrinolaringologista Marcio Nakanishi, que há 24 anos não faz outra coisa a não ser se dedicar ao estudo do nariz.


Fonte: UOL - VIVA BEM


0 visualização0 comentário