• Servi Imagem

A NECESSIDADE DE DIMINUIR O HÁBITO DE COMER FAST-FOOD

Manter uma alimentação equilibrada, rica em frutas, verduras, legumes e carnes magras, é a recomendação de todos os especialistas médicos para manter o corpo funcionando bem e saudável por mais tempo. Mas, para muitas pessoas, não é tão fácil assim seguir esse padrão alimentar, principalmente após a chegada do novo coronavírus. Em pesquisa online realizada em fevereiro de 2021 pelo UOL AD LAB em parceria com o VivaBem, 38% dos entrevistados afirmaram que o consumo de lanches e comidas prontas aumentou após o início da pandemia.

Apesar da praticidade, o consumo de fast-food é um hábito que precisa ser deixado para trás em nome da saúde. Cortar esses alimentos oferece diversos benefícios, como melhorar o humor, evitar doenças como diabetes e Alzheimer, e até reduzir riscos de um infarto.

Alguns especialistas comparam o consumo frequente de alimentos gordurosos e ricos em açúcar ao uso de drogas. Isso porque esses ingredientes são rapidamente absorvidos pelo corpo e provocam uma sensação prazerosa —para, logo depois, a pessoa se sentir culpada ou arrependida, o que vai estimular mais uma vez a busca por essa recompensa rápida.


Fonte: UOL VIVER BEM


0 visualização0 comentário